Sobre

A Refinaria Alberto Pasqualini foi inaugurada no dia 16 de setembro de 1968, em uma área de 580 hectares no município gaúcho de Canoas. A Refinaria, que foi a primeira unidade do sistema Petrobras a operar na Região Sul, iniciou suas operações no auge da expansão do projeto estatal do setor petrolífero, ajudando a alterar a relação comercial brasileira no segmento energético e de combustíveis, já que o País – com a criação das primeiras unidades de refino – passou a importar mais petróleo bruto e menos derivados, agregando valor à matéria-prima em solo brasileiro.

Os anos 70 e 80 foram de mudanças. Com a construção da segunda refinaria do sistema Petrobras na Região Sul, no Paraná, em 1977, a Refap pôde diversificar as atividades produtivas, expandindo os excedentes de óleo combustível para derivados com maior valor agregado, como diesel, GLP e gasolina. Paralelamente, se intensifica o compromisso ambiental da companhia, que passa a investir ainda mais em ações que valorizam a vida e a natureza.

Em 2001, se inicia um novo tempo. A Refap deixa de ser uma unidade de negócio para se tornar uma empresa integrante do sistema Petrobras. Nesta ocasião é constituída a Alberto Pasqualini – Refap S/A, que tem a Downstream Participações S/A (subsidiária da estatal brasileira) e a Repsol YPF do Brasil S/A (do grupo espanhol Repsol) formando sua nova composição acionária.

Ainda em 2001, começam as obras da ampliação da Refap, que aumentam sua capacidade de processamento de petróleo de 20 mil para 30 mil m3/dia. Com a conclusão das obras, no segundo semestre de 2006, a Refap se consolida como a quinta maior refinaria do Sistema Petrobras.